O EuConcordo.com foi citado pela Revista Superinteressante ;)

Um abaixo-assinado virtual tem o mesmo efeito dos de papel e caneta? Leia a resposta na Revista Superinteressante  

MANIFESTO ÀS BASES PETISTAS, À DIREÇÃO E AOS DELEGADOS E DELEGADAS AO ENCONTRO ESTADUAL DO PARTIDOv


PARTIDO DOS TRABALHADORES - PT (FILADOS E SIMPATIZANTES),



1. O grave momento que o Brasil atravessa coloca desafios fundamentais para o PT. O discurso-manifesto de Lula em São Bernardo do Campo conclama a todos a sermos as testemunhas da Ideia-Lula. Cada dia temos que manifestar nossa solidariedade a Lula e prosseguir nossa luta por sua liberdade e absolvição, bem como pela preservação de sua verdadeira imagem como grande ser humano que é e como principal liderança de esquerda no Brasil.
2. A definição da estratégia eleitoral para 2018 deve ser coerente com essa grande tarefa. Nunca a articulação entre o nível nacional e o nível estadual da estratégia foi tão necessária nas decisões do PT. Vamos lutar para eleger Lula Presidente da República. E vamos lutar para reeleger o nosso Governador Wellington Dias.
3. Mas a crise que vivemos desde o impeachment da presidente Dilma nos mostrou com clareza: um(a) presidente da República ou um(a) governador(a) de Estado não poderá executar um bom programa de governo se não começarmos a melhorar a qualidade da composição do Senado, da Câmara Federal e das Assembleias Legislativas.
4. Por isso, entre as prioridades de nossa campanha eleitoral no Piauí deve estar a reeleição da Senadora Regina Sousa e a ampliação da bancada do PT na Câmara Federal e na Assembleia Legislativa.
5. Através deste Manifesto, estamos defendendo diante das bases e da direção do Partido, e em especial junto aos(às) delegados(as) ao próximo Encontro Estadual, que a decisão mais adequada é apresentarmos chapa própria do PT para deputado estadual e para deputado federal.
6. Avançamos bastante na negociação interna e nas conversações com os partidos da base do Governo sobre a chapa própria do PT para deputado estadual. Reconhecemos o esforço feito nesse sentido pelo Presidente estadual do partido, por nossos parlamentares estaduais e pelos novos pré-candidatos. Precisamos avançar na discussão interna e nas conversações externas para solução semelhante em relação à chapa para deputado federal. E é importante que esse processo seja feito com ampla participação dos filiados e das filiadas, para a deliberação final pelo Encontro Estadual.
7. A proposta aqui defendida não tem nenhum caráter sectário ou de “egoísmo partidário”. A reforma política é a mãe de todas as reformas. Ela estimulará novos comportamentos dos partidos e dos agentes políticos, e isso vai contribuir para o resgate do respeito à Política. Ora, a reforma política já está em andamento. A Emenda Constitucional nº 97 de 04.10.15 estabeleceu a “vedação de coligações proporcionais” a partir de 2020 e introduziu a cláusula de desempenho ou de barreira já a partir de 2018; e a Lei nº 13.487 de 06.10.17 instituiu o Fundo Especial de Financiamento de Campanha que, apesar das distorções, é um passo para o financiamento público de campanha.
8. Ao propor a chapa própria do PT estamos apenas defendendo a antecipação de uma ideia que já está aprovada em lei para 2020. Uma ideia amplamente consensual.
9. Evidentemente, além dessa preocupação estratégica, é necessário considerar também o aspecto tático – “o cálculo eleitoral”:
a) o PT está apresentando cerca de dez pré-candidatos a deputado(a) federal, todos e todas com compromisso e muita motivação para contribuir para o fortalecimento do partido, no esforço de manter e ampliar a bancada de esquerda no Congresso Nacional;
b) uma coligação em que dos cinco partidos que se propõem a ser parceiros quatro apresentem apenas um candidato e um apenas dois com votação expressiva previsível, considerando a votação que obtiveram na eleição passada, não parece um acordo justo.
10. Ademais, uma coligação não se expressa apenas na coligação para cargos proporcionais; aliás, a partir de 2020 isso nem poderá mais ser feito. A coligação se expressa também na formação da chapa majoritária (governador, vice, dois senadores), onde além do partido do candidato a Governador, outros partidos estão representados. Somos a favor dessa representação pluripartidária.
11. E os partidos coligados em torno da chapa majoritária sempre tiveram representação no governo de coalisão, ocupando cargos do primeiro escalão. O Governador Wellington Dias sempre manteve essa orientação e esse compromisso e deverá mantê-los no caso de sua reeleição. também
12. Por fim, para a renovação de lideranças – mecanismo saudável para a vida de qualquer democracia – é importante que haja estímulo a um número maior de candidaturas, garantindo maior competitividade entre os candidatos mesmo dentro de cada partido. O PT sempre recomendou essa prática.
13. É necessário relembrar o mais importante: a definição da tática eleitoral - momento em que a negociação entre os partidos é necessária e importante - não pode desconhecer que eleição é manifestação do povo e é o voto popular que decidirá sua concordância ou não com as bandeiras de campanha e também com as estratégias adotadas. O povo não é um detalhe!

Teresina, 3 de maio de 2018.


Adalberto Pereira de Sousa, pré-candidato a deputado federal
Antonio José Medeiros, pré-candidato a deputado federal
Antonio Lustosa Araújo Lima, estudante
Antonio Pereira de Sousa, funcionário público
Fabíola de Azevedo Lemos, pré-candidata a deputada federal
Francisco de Assis do Nascimento Coelho, militante, funcionário público
Francisco Jocenildo da Costa, filiado
Francisco José da Rocha Neto, do Diretório Municipal de Teresina
Francisco Limma, deputado estadual
Hercília Marialane Amorim e Silva, professora
Irena Nogueira, da Executiva Estadual
João de Deus Sousa, deputado estadual
João de Deus Pereira, da Executiva Estadual
José Gomes Marques, sindicalista, pré-candidato a deputado estadual
Laise Maria Mendes Gaspar, estudante
Leida Diniz, pré-candidata a deputada federal
Luis Henrique Silveira Cunha, estudante
Lusia Morais Gonçalves, professora aposentada da UFPI
Maria Pereira da Silva Xavier, professora da UFPI
Natália Maria de Lima, advogada
Nayara S. R. da Costa, do Movimento Zumbi e pré-candidata a deputada estadual
Neide de Jesus Carvalho, pré-candidata a deputada federal
Oscar de Barros Sousa, jornalista
Paulo Bezerra, presidente da CUT-PI
Paulo Martins, pré-candidato a deputado federal
Yamona Mara da Silva Gaspar, estudante
Zenaide Batista Lustosa Neta, secretária estadual de mulheres
Edmundo Pereira de Oliveira, Diretório Estadual






Assinado, ANTONIO JOSÉ MEDEIROS


Faça uma doação HOJE!


Se cada pessoa que acessa o EuConcordo.com doasse apenas R$ 2,00, nós não precisaríamos fazer este apelo.

O EuConcordo.com é mantido gratuitamente, mas os custos existem. Pedimos que todos façam sua parte e mantenha esta causa VIVA.

Meta do mês

Comentários estão desabilitados nesta petição.

Você deseja continuar a assinatura sem preencher um comentário?
Parabéns! Você se tornou signatário deste abaixo-assinado.

Últimas assinaturas

  • Maurício Tullio assinou o abaixo-assinado #2045
  • Bruna Letícia Lima dos Santos assinou o abaixo-assinado #2045
  • Vitória Barbosa Morais assinou o abaixo-assinado #2046
  • Maria Virgínia de Oliveira assinou o abaixo-assinado #2045
  • Edson Ferreira assinou o abaixo-assinado #2046
  • MariaAparecida de mendonca assinou o abaixo-assinado #2046
  • João Gabriel Costa dos Santos assinou o abaixo-assinado #2045
  • Luana Aparecida Lucio assinou o abaixo-assinado #2045